Amor/Love/ Cinema

Apaixonadamente, Brancusi

constantin brancusi the kiss

De tempos em tempos, a vida nos traz aquela vontade de se apaixonar. A paixão desfaz a rotina, inventando e costurando histórias, imaginando situações e preenchendo o nosso tempo com expectativas.

Vi “O beijo” de Brancusi pela primeira vez na cena do filme Um lugar na Platéia. Nessa cena a personagem principal diz diante de tal escultura : “Dá até vontade de se apaixonar.” Achei a cena e a escultura belíssimas e me apaixonei por ambas.

Descobri que  Brancusi foi um escultor romeno que construiu sua carreira em Paris, no século XX, tendo grande influência da arte primitiva: escultura pré-histórica e africana e também as esculturas de Gauguin. Brancusi abriu caminho para escultura abstrata em contraposição ao realismo acadêmico do século XIX.

O beijo, uma de suas obras mais famosas, mostra duas figuras quase simétricas e maciças que se abraçam num bloco único de pedra. E para mim o mais relevante é saber que os dois amantes “só se distinguem o suficiente para serem identificáveis, como indivíduos diferentes.” Em outras palavras, em meio a toda essa paixão ainda há espaço para coexistir sem se perder de si mesmo, sendo livre para cultivar a própria solidão.

Falling in love with Brancusi

From time to time, life brings us the desire to fall in love. Love takes us out of our routine, creates and sews stories, situations and fulfills our time with expectations.

I saw the sculpture “ The Kiss” by Brancusi for the first time in the French movie Fauteuils d’orchestre. In this movie when staring at the sculpture the main character says: ‘It makes me want to fall in love’. I just love this scene and the sculpture. I fell in love with both.

I have found out that Brancusi was a Romanian sculpture that built his career in Paris, during the XX century. His work was influenced by primitive art such as pre-historic and African sculptures and also by Gauguin sculptures. Differently from the academic realism of XIX century, Brancusi preferred to create abstract sculptures.

The Kiss is one of Brancusi’s most famous masterpieces. This sculpture portrays two symmetric and thick figures that hug each other forming a single block of rock. For me the most relevant thing is to know that the two lovers were “distinguished from each other, even though being so close, in order to be recognized as different individuals.” In other words, even with a great love there is still space to co-exist without losing one selves individuality and without losing the freedom to cultivate one’s own solitude

 

4 thoughts on “Apaixonadamente, Brancusi

  1. Ao ver aqui a escultura de Brancusi, como bom “ariano” que sou, senti uma certa nostalgia de me ver novamente apaixonado e totalmente envolvido pelos braços e pelos beijos de alguém…

  2. Tava procurando no net a imagem de Brancusi justamente porque me deu vontade de me apaixonar e lembrei do filme, enfim, quando encontrei teu post, adorei, falou tudo! Muito bom!
    Abs
    Suely

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *