Frases & Fragmentos / Quotes & Fragments

Poética – Vinicius de Moraes

vinicius-de-moraes2

“De manhã escureço

De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.”

Vinicius de Moraes não poderia ter definido melhor o tempo de sua poesia com o último verso de poética: ” Meu tempo é quando”. O poetinha cabe em qualquer tempo: quando amamos,  quando sofremos,  quando, como ele próprio, desejamos nos apaixonar novamente num quando insaciável, que arde, amanhece, anoitece, morre e nasce sem preguiça ou hora marcada de (re)começar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *